Loja Mano Monteiro
  Departamentos

 Acessórios I
   Alças, correias, etc (13)

 Acessórios II
   Fechos de fole, protetores de fole, etc (15)

 Acordeões Novos
   Acordeões Novos (6)

 Afinação
   Cera, valvula, aintiferrugem, cola, etc (43)

 Bandoneon
   Botões, frisos, liras, etc  (8)

 Bandoneon Usado
   Bandoneon Usado (1)

 Botões Mão Esquerda
   Botões diversos (11)

 Brasões
   Brasões (19)

 Captações
   Captações (4)

 Celuloide
   Celuloide, polidor, tingidor, limpador, etc (14)

 Cursos Técnicos
   Afinação, Fole, Celuloide, Mecânica, etc (8)

 Estojos
   Estojo, bag, acessórios etc (22)

 Fole 1
   Papelão, couro, tecido (13)

 Fole 2
   Cantoneiras (17)

 Fole 3
   Percalinas (10)

 Fole 4
   Meia cana, vedação, parafuso, pino (20)

 Fole 5
   Aplicadores de cola, polimento de cantoneiras, etc (7)

 Frisos e molduras
   Frisos, molduras, adornos (11)

 Logotipos Letreiros
   Logotipos Letreiros (73)

 Musicamentos
   Palhetas, picolos, jogos de músicas, rebites, etc (21)

 Peças Acordeon de Botão
   Botões, hastes, tampas, etc (18)

 Peças Mão Direita
   Molas, sapatas, hastes, etc (52)

 Peças Mão Esquerda
   Botão, regulador, pé, mola, etc (22)

 Peças Universal e Minuano
   Peças originais (23)

 Presentes
   Chaveiro, botom, etc (6)

 Suprimentos
   Cola, couro, feltro, impermeabilizante, etc (12)

 Talas e Juntas de Caixilhos
   Talas e juntas de caixilhos (24)

 Teclados e Sustenidos
   Teclas naturais e sustenidos (24)


  Novidades
Junta de caixilhos Mão Direita Super 6 Todeschini Código 644

Junta de caixilhos Mão Direita Super 6 Todeschini Código 644
R$ 54,10
ou 5 X R$ 11,81

 



`Pague com PagSeguro

   
    Login
  Informações

Professores de Acordeon
Preserve seu Acordeon
Todeschini a História
Técnicas
Oficinas do Brasil



 

Acordeon Todeschini – A história

 

 


LuizTodeschini

15 Setembro de 2006
100 anos de nascimento.
                                                                           O SONHO

         Luiz Matheus Todeschini nascia em 15 de Setembro de 1906, em Alfredo Chaves, hoje Veranópolis. Certa vez quando criança foi à casa de Túlio Veronese, que consertava acordeões. Ficou muito curioso ao ver uma máquina rudimentar que fazia botões de ossos de canela de boi para os instrumentos. Em 1914 a família Todeschini mudava-se para Bento Gonçalves na localidade de 15 de Graciema. Aos 13 anos trabalhava na oficina de Luigi Somensi (seu vizinho) que consertava jóias e acordeões . Passando algum tempo veio morar com a família Somensi, Cesari Apiani e Maria Savoia, italianos que fabricavam acordeões, com este casal sem dúvida alguma Somensi e Todeschini enriqueceram seus conhecimentos na fabricação desses instrumentos. Passados dois anos, o casal de imigrantes fixou-se no distrito de Santa Teresa e montaram uma pequena industria de gaitas de botão.

                                                                                        O APOGEU

             Para melhorar as gaitas que fabricavam, Todeschini foi estudar música com o Sr Diacetti em Garibaldi, viagens que fazia de bicicleta e posteriormente a cavalo. O primeiro acordeon a piano fabricado no Brasil foi feito por eles em 1925, tinha 37 teclas e 80 baixos. Este instrumento participou na Exposição Agro-industrial de Porto Alegre, e ganhou medalha de ouro. Em 1930 morreu Luigi Somensi , Todeschini ficou responsável pela pequena indústria e dividia os lucros com a viúva. Em1932 já casado conseguia comprar a fábrica mudando-se para a zona urbana de Bento Gonçalves, registrou sua firma com o nome “Grande Fábrica de Instrumentos Musicaes a Foles de Luiz M. Todeschini”. O 1° acordeon foi vendido para Antônio Mazo o 2° para Antônio Romagna , os dois de Bento Gonçalves. Em 1938 ganhava o 1º prêmio na exposição de harmônicas em Santa Maria. Em 1939, transformou a empresa para “Todeschini e Cia Ltda” admitindo alguns sócios a maioria funcionários. Em 1944 adquiriu um grande imóvel, uma cantina de vinhos desativada, já contava então com 56 operários. Com o grande crescimento da empresa, máquinas modernas eram importadas, o número de funcionários aumentava. Em 1947 foi transformada em “AcordeõesTodeschini SA”. A fábrica abastecia o mercado interno e exportava para o Chile, Argentina; México e América do Norte. Em 1960 os empregados eram mais de 500 pessoas produzindo uma media mensal de 1500 acordeões. Em 1963 começou a fabricar Harmônios . Bento Gonçalves passou a ter a maior fábrica de acordeões da América Latina.

                                                                                             O FIM

            Em 1967 as vendas despencaram violentamente; e para manter o quadro de funcionários a empresa passou a fabricar cozinhas em madeiras.Todeschini abalado em ver desmoronar seu sonho vendeu sua quota-parte deixando seu nome como marca. No dia 13 de agosto de 1971 um grande incêndio destruiu mais da metade da fábrica, queimando uma grande quantidade de acordeões e danificando quase todo o maquinário. Depois de restaurada as instalações, a empresa dedicou-se quase que exclusivamente ao setor moveleiro, sendo que por volta 1973 parou em definitivo a produção de acordeões. Em 1976 o que sobrou de peças foi negociado com funcionários onde até hoje Danilo Arcari dá manutenção e monta alguns acordeões.
Luiz Matheus Todeschini faleceu em 17 de abril de 1996 em Bento Gonçalves-RS.

 Catalogo em´pe
Catálogo da década de 50/60

 

 

 Fabrica
A fábrica - Em 1964 trabalhavam mais de 700 funcionários que produziam mensalmente em torno de 1400 acordeões e 30 harmônios . Retrato de um catálogo da década de 60.

 

 

                                         Tabela Todeschini    

Modelo

                  Vozes

   

Baixos

 

Peso

Dimensões

 

Teclas

Palhetas 

Registros

Botões

Palhetas

Registros

Kg

cm

Super 8

41

4

11+1G

120

5

5

10

47x19x41

Super 7

41

4

7

120

5

3

10

47x19x41

Super 6

41

3

7

120

5

2

9

47x17x40

Super 5

37

3

5

80

5

2

8

43x17x38

Artist 4

41

3

5

120

5

2

8

43x17x39

Artist 3

37

3

5

80

5

2

7,5

40x17x38

Artist 2

37

3

2

80

5

***********

7

40x17x38

Artist 1

34

3

2

80

5

***********

7

37x17x38

Standard 600

41

3

2

120

5

***********

9

47x17x40

Standard 550

37

3

2

80

5

***********

8

43x17x38

Standard 450

30

3

2

48

5

***********

7

36x17x38

Único 350

21 Bot.

3

***********

24

4

***********

5

36x16x34

Único 300

21 Bot.

3

***********

8

4

***********

5

36x16x32

 

                                   Esta tabela foi retirada de um catálogo da década de 60 
                 

 

 Certificado
Certificado de garantia que acompanhava  o acordeon Todeschini

 

 

 

Flanela  Caixa             
 

Uma flanela de 32 x 60 cm que acompanhava os acordeões, uma caixa de papelão que servia de embalagem e abaixo um chaveiro em prata com a inscrição - Acordeões Todeschini - que era oferecida como brinde.

Chaveiro

 

 

 

Curiosidades da Todeschini 

 

- De 1932 a 1973  a Todeschini fabricou mais de 170.000 acordeões.

- Em um único mês chegaram a fabricar 1750 acordeões.

- Um acordeon chegava a ter 3856 peças.

- As primeiras retíficas de palhetas usavam como refrigeração leite misturado com agua.

- A madeira para confecção dos acordeões chegava a ficar secando por 10 anos.

- Algumas das madeiras eram, cedro, açoita cavalo, canela e caroba.

- A Todeschini fabricou também bandoneões, em torno de 1500 peças.

- A Todeschini também fabricou piano eletrônico,violões, guitarras e acordeon cromático.

- A qualidade dos produtos eram tão grande que por volta de 1962 foram fabricados

   acordeões Todeschini com a marca Hohner ( a pedido da Hohner) para venda nos Estados

  Unidos, um exemplo é o acordeon Carmen IV.

- O verdadeiro n° do acordeon é aquele que tem um numero maior de dígitos, o outro é o n°

  da ordem de fabricação.

- O incêndio ocorreu numa sexta-feira 13 de agosto e durou 2 dias, queimando em torno de

   4.000 acordeões em produção e 700 prontos.

- Os harmoniuns, espécie de órgão com palhetas e fole, eram fabricados 80 a 100 peças por

  mês.

- A data de fabricação dos acordeões primeiramente era escrita a lápis, posteriormente

   passou a ser por carimbo.

- Honeide e Adelar  Bertussi colaboraram em muito na busca da qualidade dos

  instrumentos.

- A Todeschini também fabricou um acordeon barato para estudantes, sem os baixos.

- A Todeschini mantinha em São Paulo uma escola para acordeonistas.

- As vendas começaram a cair a partir de 1964.

- Os acordeões Todeschini eram anunciados em revistas da época como Manchete, O 

  Cruzeiro, Seleções, etc.

- Luiz Todeschini foi vereador em 1947, vice-prefeito em 1951 e prefeito por quase dois

  anos em Bento Gonçalves.

- Luiz Todeschini  também foi fundador e sócio-fundador de empresas como vinícola,

   cutelaria, construtora, moveleira , hotelaria, gráfica, cinema, confecção, rádio ,comercio e

  outros.

- Por volta de 1963 a Todeschini talvez tenha sido a primeira empresa na América Latina a

   fazer um recall, pois as vozes foram fixadas com uma cola que acabou enferrujando

   todas  as palhetas e consequentemente desafinando o instrumento. Isto abalou muito a

   empresa, pois ela teve que substituir as vozes e a cola de muitos instrumentos, inclusive

   de muitos  que já tinham sido exportados. Até hoje aparece acordeon com este problema.

 

Honer Honer esto Honer em pe 
Acordeon Hohner Carmen VI produzido pela Todeschini para os EUA

 

Ho  Harmoniun 
Harmonion - orgão de palhetas - fabricado pela Todeschini

 

 

band  band
Bandoneon Todeschini da década de 1930 - Propriedade da coleção de Vendelino Silírio Kinzel

 

 

A HISTÓRIA DO ACORDEON

Você sabia que...
O TCHNENG, instrumento que deu origem a vários instrumentos, inclusive o acordeon, foi criado na China por volta de 3000 a.C., constituído basicamente de uma palheta de bambu que presa aos lábios vibrava com o auxilio dos dedos aproveitando a acústica da boca.
Em 1829, na cidade de Viena, CYRILLUS DEMIAN, inventou um pequeno órgão de quatro acordes, e o chamou de acordeon. Surgia aí o primeiro modelo.
O acordeon foi patenteado em 06 de maio de 1829, no mês seguinte em Londres (19 de junho), o senhor CHARLES WHEATSTONE, promoveu o primeiro concerto. A partir daí o acordeon tornou-se popular e passou a ser símbolo de status.
A partir de 1863, PAOLO SOPRANI, apaixonado pelo novo instrumento, perdeu horas de sono e trabalho, desenvolvendo novos mecanismos e montagens, mudando palhetas, ate chegar a um perfeito acordeon para a época, passando então a sua industrialização, juntamente com seus irmãos Settimio e Pascoale.
Ao longo desta historia surgiram muitas fábricas pelo mundo, só no Brasil entre fábricas e marcas, mais de 60, sendo algumas delas:

Sonelli – Canela-RS                            Capri – Porto Alegre - RS                                            
Somenzi - Getulio Vargas-RS             Todeschini - Bento Gonçalves–RS                                  
Genior - Cachoeirinha-RS                  Slavia –Canoas-RS  
Longuini - Caxias do Sul-RS              Sonave- Porto Alegre-RS                                       
Danielsson- Santa Rosa-RS                Tupy- Caxias do Sul-RS                                                
Soprano- Caxias do Sul-RS                Mondiali- Caxias do sul-RS  
Mesquita – Torres-RS                        Universal- Caxias do Sul-RS                                           
Sapore – Santa Rosa –RS                   Supremo- Caxias do Sul- RS                                                   
Dal Santo- Soledade-RS                     Sila – Canoas-RS  
Hering- Blumenau-SC                         Scala- Bento Gonçalves-RS                                         
Caravelli- Canela –RS                         Veronese- Porto Alegre-RS                                                         
Bunji- Porto Alegre-RS                       Frascatti-Caxias do Sul-RS
Triches e Dal Santo-Soledade-RS      Scandalli- Blumenau-SC                                              
Garibaldi-Garibaldi –RS                     Mascarenhas- Caxias do Sul- RS                                        
Rampazzo- São Paulo- SP                  Sartorello- S. J.B.Vista –SP
Bertolini –Cachoeira doSul-RS           Luiz Zoppas-Garibaldi-RS                                        
Pozza-Joaçaba-SC                                Trovador –Canoas-RS                                                                      
Pampa- Camaqua-RS                           Scapoera- Nova Prata-RS     
Canpanhola- Caxias do Sul –RS         Terser &corsetti- Caxias do sul- RS             
Marinela-Erexim- RS                          Franceschini-Caxias do Sul - RS
M. Antonelli - Caxias do sul -RS         Palestrina - Caxias do Sul -RS
Caraveli - Canela -RS                          Scampelli - Caxias do Sul -RS
Globo - Caxias do Sul -RS                   La Mondiali  - Caxias do Sul RS
Stela - Caxias do Sul–RS                     Minuano - Santa Rosa – RS 
Irsa - Caxias do Sul –RS                     Appiani Cesare e Savoia M.- Sta Teresa –RS
Dal Santo – Soledade- RS                   Silvertone - Caxias do Sul – RS
Estudiantino – Caxias do Sul – RS         Rialto Luxo – Porto Alegre – RS
Rivera – Porto Alegre – RS                      Stredalli – Porto Alegre – RS
Hohner - Blumenau – SC                         Napolita – Blumenau – SC
Brigante - São Paulo – SP                        La Fiorentina - Moji das Cruzes – SP
Torino - São João da Boa Vista – SP       Ancona – São João da Boa Vista - SP
La Stradella - São João da Boa Vista - SP Frainer - Rodeio- SC
J. Cassinelli - Caxias do Sul - RS Piazera - Jaragua do Sul - SC
*Algumas fábricas produziam mais de uma marca de acordeon.
*Todas inativas, exceto a Minuano de Santa Rosa-RS
   

 

Colaboradores para a confecção desta página: Luiz Todeschini, Maria da Glória Todeschini, Euclides Todeschini, Maria Lorena Todeschini, Daltro Bertussi, Dari Amilcare Mortari, Heleno Gimenez, Joana Rissardo Arcari, Danilo Arcari, Luana Ramos, Rafael dos Santos Longo, Orion Instrumentos Musicais.

 

  Busca Rápida
 
Use palavras-chave para achar o que procura.

Consulta Avançada

  Compra Atual

0 itens

 
  Ofertas

Vedação de borracha para requadro de fole 5 mm de largura (Metro) Código 151

Vedação de borracha para requadro de fole 5 mm de largura (Metro) Código 151
R$ 3,72
R$ 2,60

 

`Pague com PagSeguro

  Favoritos
Adicionar aos Favoritos Definir como Página Inicial
Adicionar aos Favoritos Adicionar aos Favoritos
Adicionar aos Favoritos Indique o Site
Loja Mano Monteiro
CNPJ: 10.266.381/0001-09
Rua São Pedro, 612 Parada 13 - Lomba do Pinheiro - Porto Alegre - RS
Cep:91.570-000
51-33196563


`Pague com PagSeguro
`Pague com PagSeguro

Exibir mapa ampliado
Desenvolvido por Lojas Virtuais BR